Regeneração celular e a beleza da pele

14/11/2018
Regeneração celular e a beleza da pele

O nome já dá boas pistas da importância da regeneração celular para a beleza e juventude da pele: “Trata-se da capacidade das células de se multiplicarem constantemente para estimular a produção de colágeno e renovar os tecidos, trocando as partes gastas e danificadas por novas”, explica a Dra. Sara Bragança, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética (SBME). 


A médica conta que dentro da primeira camada da pele, conhecida como epiderme, as células mais jovens empurram as maduras para cima e se tornam achatadas para conseguir resistir melhor aos atritos e outras agressões diárias. A partir daí essas células vão se acumulando com uma proteína chamada queratina. Quando finalmente chegam à camada mais superficial da pele, elas descamam e morrem. “Numa pele jovem e saudável esse processo de renovação celular acontece uma vez a cada 28 dias, em média. Já numa mulher mais velha ele demora um pouco mais, daí o aspecto opaco, ressecado e marcado.”, compara Dra. Sara.
Fatores externos

A poluição, o estresse, o vento e o excesso de sol podem adiantar ou retardar esse ciclo até mesmo em quem tem uma boa alimentação e respeita as horas de sono. Para contra-atacar, os suplementos elaborados com ácido fólico são boas pedidas. “Esse nutriente, também conhecido como vitamina B9 e folato, é essencial para que as células da pele consigam se dividir e se multiplicar. E como não tem efeitos colaterais nem contraindicações, o ácido fólico pode ser usado a partir dos 25 anos de idade para dar uma forcinha na regeneração celular e combater o envelhecimento precoce, especialmente de quem vive estressada ou mora em lugares poluídos ou com grande incidência de sol”, conclui a médica.
Saiba mais em: www.oenobiol.com.br